22.11.17

Todos os dias de cada ano, os professores são postos à prova...

Todos os dias surgem comentários desagradáveis sobre os professores, como se eles fizessem parte de um grupo de parasitas responsável pela ruína do país ... 
Não sei se os, agora, comentadores não são aqueles mesmos meninos / meninas que, na sala de aula, raramente  prestavam atenção à matéria em estudo, preferindo a conversa entre pares...
Não sei se os, agora, comentadores não são aqueles mesmos meninos / meninas que, na sala de aula, tudo faziam para copiar pelo colega mais aplicado - não só os testes mas, até, os trabalhos de casa...
Não sei se os, agora, comentadores não são aqueles mesmos meninos / meninas sempre prontos a pôr-se em bicos de pés, acusando os professores de incompetência, à menor falha, lapso, sinal de cansaço...
Não sei se os, agora, comentadores não são aqueles mesmos meninos / meninas que sempre confundiram a sala de aula com o pátio da escola...
Não sei se os, agora, comentadores não são aqueles mesmos meninos / meninas para quem a vida escolar mais não era que uma forma de passar o tempo, pois o futuro não dependeria do sucesso escolar nem da interiorização de valores, como a responsabilidade e o respeito - que não a obediência sabuja...
No entanto, desconfio que a maioria dos críticos dos professores integra o grande grupo de parasitas que, nas últimas décadas, aprendeu a roubar os portugueses... e que eu saiba não foram os professores que lhes ensinaram tal arte...
Os professores não são nem uma seita nem uma raça e, em muitíssimos casos, são as maiores vítimas da erosão da sociedade.
Diariamente, os professores são postos à prova, sofrendo danos físicos e psicológicos que ninguém se preocupa em avaliar... Todos os dias de cada ano...